Juliano Ravanello faz pré-lançamento de novo álbum de canto gregoriano

Mostra sentimental e lançamento do catálogo do putz – confira a programação
03/12/2014
“Músicas do Portão pra Dentro” ganha três prêmios Gralha Azul
17/12/2014
Show all

Juliano Ravanello faz pré-lançamento de novo álbum de canto gregoriano

No dia 18 de dezembro, das 19h às 21h30, o cantor gregoriano Juliano Ravanello realiza o pré-lançamento de seu segundo álbum, “Salve Regina”. A noite de autógrafos acontece na Livraria da Vila do Shopping Pátio Batel, em Curitiba, onde os CDs estarão em pré-venda.
Produzido, por meio da Lei Rouanet, pela Universidade Livre da Cultura e patrocinado pelo Grupo Ravanello, o CD tem produção artística do compositor e tecladista Corciolli, conhecido pelo seu trabalho com músicas voltadas à meditação, relaxamento e terapias alternativas.
O álbum “Salve Regina” conta com 13 faixas, todas de domínio público, a maioria parte da liturgia católica romana, como textos bíblicos, sobretudo salmos. Entre elas, estão “Adoro te Devote”, “Gloria (Lux et Origo)”, “Bendita és tu”, “Ad te Levavi”, ‘Pater Noster” e “Salve Regina”. A música do artista Juliano Ravanello destaca-se, nos tempos modernos, por sua organicidade – as melodias são cantadas em uníssono, de ritmo livre, sem compasso, baseado apenas na acentuação e no fraseado, por vezes “a capella”. Isso se dá também com a participação especial de um coro de vozes masculinas, uma voz soprano, além de intrumentos como o cello, um sax soprano e uma flauta Duduk – que, segundo a lenda, foi usada ao pés da cruz de Jesus – pratos orquestrais, piano, sintetizadores, sequencer e samplers.
Este novo CD contempla músicas gregorianas em latim e português. “A escolha do repertório é baseada na vivência dos primeiros cristãos, que nos deixaram suas mensagens de amor e dedicação ao trabalho do evangelho com destaque a Maria, mãe de Jesus”, explica Ravanello.
Essas mensagens, aliadas às simples e puras melodias gregorianas com uma bela base de arranjos contemporâneos, inspiram o ouvinte para o estado de meditação e contemplação.

Sobre o canto gregoriano
O canto gregoriano é a mais antiga manifestação musical do Ocidente e tem suas raízes nos cantos das antigas sinagogas, desde os tempos de Jesus Cristo. O período de formação do canto gregoriano vai dos séculos I ao VI, atingindo o seu auge nos séculos VII e VIII. Seu nome é uma homenagem ao papa Gregório Magno (540-604), que fez uma coletânea de peças, publicando-as em dois livros: o Antifonário, conjunto de melodias referentes às Horas Canônicas, e o Gradual Romano, contendo os cantos da Santa Missa. Foi por meio dos cantos gregorianos que a música erudita cresceu, com o surgimento da partitura e da união de voz e instrumentos musicais.

Sobre Juliano Ravanello
Depois de séculos, o canto gregoriano ressurge no final do século XX com uma roupagem mais musical, promovendo a música erudita com a união dos textos bíblicos. É com essa nova abordagem que o cantor Juliano Ravanello estuda e pratica o canto gregoriano. Seu encontro com esse estilo tão especial aconteceu durante a visita a Basílica Santa Maria Maggiore, em Roma, quando ouviu o cântico Salve Regina, que dá nome a seu segundo álbum. A partir de então, aprofundou seu estudos através de uma visão interdisciplinar e holística do mundo.
Entre 2009 e 2010, o cantor produz e lança seu primeiro CD de música sacra. A base de seu trabalho com o canto gregoriano são os ensinamentos cristãos, acompanhados dos salmos judaicos e das palavras dos profetas, ou seja, do Antigo e do Novo Testamento das Sagradas Escrituras, além de um sentimento profundo conhecimento da música erudita em geral e sua aplicação artística.
A gravação deste segundo CD expressa seu desejo em continuar sua pesquisa em um estilo musical esquecido em meio a samplers, ruídos e músicas metalizadas.