Lições de cooperativismo e arte impactaram 1,5 mil estudantes em Curitiba

Curitiba será a capital brasileira do piano de 11 a 15 de setembro
05/09/2019
Internacionalização da Unicultura é destaque em jornais de Portugal
05/09/2019
Show all

Lições de cooperativismo e arte impactaram 1,5 mil estudantes em Curitiba

De abril a junho deste ano, 1,5 mil crianças da rede municipal de ensino de Curitiba ganharam lições de cooperativismo dentro das escolas. Misturando arte, brincadeiras e ensinamentos sobre solidariedade, as equipes do projeto Fazendo Arte, Cooperando Com a Vida estiveram em dez escolas da capital do Paraná. 

“Cada imersão na comunidade, na companhia de um artista convidado, deu à escola um mural pintado pelos alunos”, conta Ricardo Trento, diretor da Unicultura. A iniciativa foi uma parceria da ONG com o Sescoop (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Paraná), que é vinculado à Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná), e com o apoio da Secretaria de Educação de Curitiba.

“Trabalhar com as escolas de Curitiba faz parte deste projeto que é mostrar, também nas grandes cidades, como o cooperativismo, mais comum no interior do estado, pode contribuir para a sociedade. Acreditamos que uma geração que cresce com esses valores, dividindo-os com os pais, amigos e familiares, enxergará mais fácil e rapidamente como construir soluções coletivas. Vários empreendimentos [urbanos] podem se beneficiar ao agir de forma cooperada”, explica Leonardo Boesche, superintendente do Sescoop.

“Queremos mostrar a eles como, no cooperativismo, estão presentes os ensinamentos da ajuda mútua, da responsabilidade, da igualdade, da solidariedade, da honestidade, da preservação ambiental e da  cultura da paz. Isso tudo é possível pois estamos falando de atividades de arte e educação”, corrobora Trento. “Foi uma experiência única para as crianças, numa parceria que acrescentou muito à escola, que vai estar sempre aberta para iniciativas assim”, disse Karine Braun, diretora da Escola Municipal Prof. Herley Mehl, no bairro Pilarzinho.

Participaram do projeto Cyla Costa, Rimon Guimarães, Cimples, Gustas e Família + Amor. Todos são artistas visuais renomados em Curitiba, com atuação em diferentes áreas, mas que deixaram sua marca em escolas de toda a capital. Eles supervisionaram a pintura dos murais colaborativos. “A obra fica para o estabelecimento de ensino, como uma lembrança do que é possível conquistar agindo de forma cooperada”, diz Trento.

Para a estudante Giovana Batista, 9 anos, foi uma oportunidade de aprender a trabalhar em conjunto. “Foi muito legal aprender a pintar com um artista e saber que juntos fizemos uma arte para escola. Vou passar por aqui e lembrar sempre que eu deixei minha marca”, festejou a menina, que estuda na Escola Municipal Dona Lulu, no bairro Sítio Cercado.

Ao todo, participaram do projeto 1.557 alunos do 4ª e 5ª ano do ensino fundamental, acompanhados por 59 professores. A história repercutiu nas redes sociais e o projeto foi convidado, pela Secretaria Municipal de Educação, para participar da Expo Educação, em julho, no pavilhão de Exposições do Parque Barigui – Expo Renault Barigui – um dos maiores eventos do gênero no Brasil. O projeto Fazendo Arte, Cooperando Com a Vida chamou a atenção do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, que parou no estande para se inteirar da iniciativa.

Cooperativas no PR
A Ocepar foi criada em abril de 1971, por decisão de 34 cooperativas paranaenses. Passados quase 50 anos, já são 215 organizações vinculadas à entidade, com um faturamento total de R$ 83,7 bilhões em 2018. São cerca de 1,8 milhão de cooperados no Paraná. 

O objetivo primordial da Ocepar é representar e defender os interesses do sistema cooperativo paranaense, com as autoridades e com a sociedade, prestando serviços adequados ao desenvolvimento das sociedades cooperativas e de seus integrantes, além de exercer a representatividade sindical das cooperativas paranaenses.

O Sescoop/PR, que neste ano completa 20 anos, fundado em 21 de setembro de 1999, desempenha um importante papel na formação profissional, promoção social e monitoramento. Foi fundado em 1999 e está completando 20 anos de história. Neste período, soma R$ 300 milhões em recursos aplicados, mais de 72 mil eventos e 2,3 milhões de participações nas mais diversas atividades. A partir das demandas apresentadas pelas cooperativas paranaenses, viabiliza a realização de cursos, seminários, workshops, fóruns, especializações e mestrados, entre outros, em parceria com renomadas instituições de ensino. Também estimula a formação de lideranças cooperativistas e faz o acompanhamento do desempenho econômico e financeiro das cooperativas, as auxiliando na tomada de decisões e no aprimoramento da gestão dos negócios.