Trupe da Saúde completou 3.500 visitas distribuindo alegria nos hospitais de Curitiba

Internacionalização da Unicultura é destaque em jornais de Portugal
05/09/2019
Vencedor do 11º Edna, recital do pianista Gabriel Oliveira abre concurso de piano
10/09/2019
Show all

Trupe da Saúde completou 3.500 visitas distribuindo alegria nos hospitais de Curitiba

Ninguém vai saber explicar o porquê de, nos últimos anos, a data de 8 de julho ser considerada o Dia da Alegria. Mas é verdade que fazer alguém sorrir é um santo remédio para as adversidades da vida. Imagina então o impacto positivo de ter, dentro dos hospitais, palhaças e palhaços visitando regularmente as crianças e adultos internados? É o que a Trupe da Saúde faz, há 18 anos, em Curitiba. Simbolicamente, neste dia 8 de julho, é hora de comemorar isso tudo.

Hoje os artistas da Trupe da Saúde fazem visitas semanais aos hospitais Pequeno Príncipe, Evangélico Mackenzie, Erasto Gaertner, Cruz Vermelha e Hospital das Clínicas (HC). Na média, desde o início do projeto, em 2000, foram 190 visitas por ano aos pacientes internados em instituições de saúde da capital do Paraná. Em 2019, a Trupe da Saúde completa 3,5 mil idas aos hospitais da cidade, passando de 400 mil pessoas impactadas pelas palhaças e palhaços da equipe.

Por onde passam Fúcsia, Pelúcia, Bonito, Lourdes, Solara, Siriema, IvaLourença, Abelardo Biloba, Bisnaga, Tropo, Carmela e Ipsis Literis espalham alegria não só entre os pacientes e seus acompanhantes. Também despertam sorrisos nas equipes médicas e de enfermagem, que costumam pedir à Trupe da Saúde para participar das atividades internas dos hospitais. Neste ano, em maio, quando se comemora o Dia da Enfermagem, por exemplo, a Trupe  esteve no HC da UFPR para agradecer às profissionais pela dedicação à recuperação dos pacientes.

A Trupe da Saúde é possível graças ao apoio de empresas que, por meio de lei de incentivo federais, destinam recursos à manutenção do trabalho desenvolvido pelos artistas Fernanda Fuchs, Bruno Mancuso, Diogo Bonito, Bruno Lops, Yara Rossatto, Larissa Lima, Má Ribeiro, Paulo Carneiro, Lucri Reggiani, Mateus Rosa, Camila Jorge e Hique Veiga. A coordenação fica por conta da Unicultura, uma organização não-governamental sediada em Curitiba, focada em projetos culturais de alto impacto social.